Menu

~KPOPANDO: Outubro


Mais um mês acabando e após ele, ficamos com infinitos debuts e comebacks grudados na cabeça... O que dizer de outubro?! O mês que oscilou entre um Kpop bem "comum" e um totalmente inovador está indo embora, e para vocês não ficarem desinformados, temos aqui a listinha de tudo que rolou no mês das bruxas, confiram!


FIGHTER - MONSTA X



Iniciando o mês eis que o MONSTA X apareceu embarcando em um estilo "lutadores bonitões". A canção em si é legal mas ainda estou em um processo chamado "preciso superar Stuck". Ah! Esse final aí ficou muito Lucky One e senti um plágio bem descarado, nada que diminuísse meu recente interesse no grupo porém, foi impossível de ignorar sabe?!

Lucky Romance [K-Drama]


Se formos citar os doramas mais cativantes do ano, este aqui, com certeza, merece estar na lista. Já posso afirmar que este título é uma das melhores comédias românticas de 2016, afinal, o mesmo conseguiu me envolver totalmente, mais até do que Beautiful Gong Shim, acreditam?!

Lucky Romance



Sinopse: O que é uma sentença de morte bizarra? Shim Bo Nui é muito supersticiosa e leva tudo o que os adivinhos dizem a ela como evangelho buscando qualquer maneira para tirar sua má sorte. Ela acredita que sua irmã que se encontra em coma está assim por sua causa e na busca de fazer com que ela acorde, Bo Nui decidi ir à um cartomante. Ele diz que, menos que ela durma com um virgem do sexo masculino que tenha nascido em 1986 (o ano do tigre), sua irmã não acordará. Então, a partir daí, ela desencadeia uma fervorosa "caça ao homem". Quando percebe que Je Soo Ho, o CEO de uma empresa de desenvolvimento de jogos, atende a todos os critérios necessários, ela tenta persegui-lo. 
Gênero: Romance, Comédia, Drama
Nº de Episódios: 16
Ano: 2016
Onde Encontrar: Viki (online), Puri Puri Fansub (download)

Este dorama conseguiu uma vaga na minha listinha "mais adoráveis do ano!", então achei justo separar a resenha indicando as razões que fazem de Lucky Romance um ótimo enredo, o qual merece ser visto por todos os dorameiros!

1) Enredo fofo, divertido e delícia de assistir!

Shim Bo Nui é uma mulher extremamente supersticiosa, sempre acreditando e seguindo fielmente os conselhos de um cartomante. Desde a morte de seus pais, e o acidente que deixou sua irmã em coma, acredita que possui um espírito que traz má sorte a qualquer um que a ame ou se aproxime dela. Logo, adota medidas de prevenção, como símbolos em todos os cantos da casa, sal em qualquer ambiente que esteja e etc. Certo dia, o cartomante diz à Bo Nui que se ela dormir com um homem virgem nascido no ano do tigre (1986), sua irmã acordará do coma. Então, a louca supersticiosa decide buscar este tal homem, entretanto, ela tem um prazo definido, será que conseguirá encontrar este rapaz antes do prazo acabar? Enquanto isso, ela começa a trabalhar em uma empresa de desenvolvimento de jogos, a Zeze. Lá, conhece o CEO Je Soo Ho, o qual coincidentemente é um rapaz nascido no ano do tigre. Shim Bo Nui decide investir no moço, passando a praticamente persegui-lo - o que garante ao telespectador boas risadas - no intuito de convencê-lo a passar uma noite com ela. Porém, Soo Ho é um nerd que nunca namorou, sequer entende de mulheres pois seu primeiro amor foi embora sem ao menos se despedir. Na tentativa de fazer o CEO dormir com ela, Bo Nui acaba aproximando-se do rapaz, ajudando-o em muitos momentos difíceis, e esta aproximação resulta em um outro tipo de sentimento. O mais legal de Lucky Romance é que os roteiristas souberam brilhantemente manter o ritmo do dorama, mesclando um romance fofo com cenas de comédia divertidas e claro, aquela pitada leve de drama. Foram 16 episódios envolventes e bem deliciosos de assistir, há quem não curtiu ou até mesmo, achou-o chato... Já eu, me vi totalmente cativada pelo enredo e personagens, principalmente pelo romance que conseguia me arrancar uns "owns". Não é um dos enredos mais surpreendentes, surtantes ou criativos do ano, porém, acho que merece lugar na sua lista devido a todos os motivos que citarei no post.

Doctors [K-Drama]


Após séculos, finalmente criei coragem , ânimo e vontade para finalizar este título - confesso que o impulso que tava faltando na minha vida foi a enquete aqui do blog - que segundo à minha percepção agradou muitos dorameiros. E enquanto uns gostaram muito de Doctor Crush,- título alternativo -eu simplesmente acabei empurrando-o com a barriga. Por quê? Continuem lendo e descubram!


Doctors



Sinopse: Quando Hye Jung era jovem, sua vida era difícil. Ela sofreu abusos na criação e tem uma personalidade forte. Superando sua situação difícil, é agora uma médica. No entanto, ela muda depois de conhecer seu mentor Hong Ji Hong, ele mostra à ela os erros do seu caminho e a ajuda a ser uma pessoa melhor.
Gênero: Drama, Romance, Médico, Comédia
Nº de Episódios: 20
Ano: 2016
Onde Encontrar: Viki (online), DramaFever (online), Fighting Fansub (download)

- Enredo

Yoo Hye Jung é uma garota rebelde que por circunstâncias inesperadas da vida precisa mudar-se de cidade e é deixada pelo pai aos cuidados da avó, Kang Mal Soon (Kim Young Ae). A relação das duas inicialmente não é boa, afinal, Hye Jung é o tipo de jovem que não respeita os mais velhos e pretende fazer o que bem entende da vida. Porém, sua avó decide tentar compreender a neta, entender porque ela tornou-se tão rebelde e dura, aproximando-se aos poucos e incentivando a moça a se abrir. a conversar sobre o que sente, justamente por perceber que tudo que a neta precisava era de alguém que lhe desse atenção e educação. Claro, não de modo grosso ou frio, como o pai tentara fazer, mas sim, com uma conversa, uma aproximação branda, e com isso, logo as duas começam a se entender melhor. Pensando no futuro da neta, Mal Soon a incentiva à estudar, crescer profissionalmente e torna-se uma pessoa digna e respeitada na carreira escolhida, com este incentivo e apoio, Hye Jung decide tornar-se uma médica. Com a ajuda de seu professor de classe e também "vizinho" - o rapaz é morador de um dos quartos alugados pela avó da Hye Jung - Hong Ji Hong, ela decide estudar pra valer e buscar um novo futuro. Na escola, Hye Jung também muda seu comportamento, passando de uma rebelde sem causa para um aluna empenhada e com a ajuda da melhor estudante da classe, a Jin Seo Woo, a moça consegue se destacar nos estudos. O que a Hye Jung não esperava era que seu envolvimento mais íntimo com o Ji Hong lhe traria problemas, tanto por serem aluna-professor, quanto por sua recém adquirida amiga ter uma quedinha por ele. Juntando os ciúmes da relação entre os dois e a inveja de ter ficado pela primeira vez na vida em segundo lugar na escola, Seo Woo espalha um rumor maldoso e prejudica ambos os envolvidos. Sem contar que a avó da Hye Jung descobre um câncer, trazendo mais sofrimento para a vida da moça, e justamente por causa deste fato e da falta de consideração do médico que operou sua amada avó, Hye Jung mantem sua força e determinação para tornar-se uma médica. Anos depois, a moça torna-se uma neurocirurgiã respeitada, e começa a trabalhar em um grande hospital. Lá reencontra seu ex professor e agora colega de trabalho, Hong Ji Hong. Como perceberam o enredo em si é bem interessante, entretanto, o que chateou em Doctors foi a maneira como a trama foi ficando maçante, um ritmo bem zzzz, sem qualquer desdobramento realmente empolgante. Não que isso seja realmente um problema pois dependendo da trama podemos ter um dorama excelente mesmo sem grandes reviravoltas, como exemplo, Cinderella and the Four Knights. O problema é que eu não consegui sentir aquele feeling com este título, sempre curto doramas deste gênero e os acho realmente maravilhosos por nos proporcionarem histórias de pacientes e médicos, focando e desenvolvendo cada um deles, porém, não senti que Doctors realmente fez isso. Alguns casos específicos de pacientes foram realmente comoventes, entretanto, os médicos em si não aparentavam a grande paixão e vocação pela profissão, o que é bem nítido em dramas do tipo, como exemplo, Good Doctor e D-Day. No geral, este foi o tipo de dorama que o avanço dos episódios diminuía meu nível de empolgação...

PAUSE: Setembro


A PAUSE está novamente um pouquinho atrasada, mas nada que não dê para superar, né?! Confiram também a lista da blogueira do Louca por Viver e, sem mais enrolação, vamos à minha playlist!


1) Em primeiro lugar, a canção na qual viciei completamente, eu realmente preciso ouvi-la todos os dias, aquela dose diária básica de OST, sabem como é né?! Pois é! Moon Lovers ainda não acabou mas já ganhou um lugar especial na minha lista doramática, e só de ouvir a canção tema já fico toda emocionada. O melhor de tudo é poder ouvir as maravilhosas vozes do Xiumin, Chen e Baekhyun, já quero essa sub- unit promovendo este single! o/


♫ É um lugar diferente, uma época diferente
Mas o meu amor é o mesmo
Até mesmo pelo teu perfume que se vai com o vento
Eu sei que esta é você
Mas eu não sei
Quando foi que você se instalou em meu coração
Eu não sei
A razão pela qual meu coração se agita ao te ver ♫

Oh My God! [Ch-Movie]


E como todos os integrantes do EXO decidiram atuar, a lista da EXO-L aqui está lotada de projetos deles... Desta vez, fui conferir o filme que conta com a presença do nosso querido chinês, o Lay, e olha, foi uma ótima ideia.

Oh My God!



Sinopse: Conta a história de um casal que fervorosamente pediu uma bênção. Como resposta a seu pedido, os céus os presenteiam com um bebê. A partir daí, a nova família terá que aprender a viver com essa bênção enquanto passam pelos momentos felizes e tristes da vida. [Fonte: Kingdom Fansubs]
Gênero: Comédia, Ficção Científica, Romance
Ano: 2015
Onde Encontrar: Kingdom Fansubs (download/online)

Sabe aquele filme com um roteiro meio sem noção, mas que consegue ser interessante e até divertido?! Eis aqui um! Oh My God! traz um enredo simplório, sem grandes reviravoltas ou intuito de transmitir uma mensagem profunda, entretanto, consegue ser tão gostoso de assistir que o telespectador logo esquece que não tem algo "tão incrível" nele . É aquela trama que tu acha boba, mas que ao término dela percebe o quanto foi legal poder conhecer aqueles personagens e vivenciar junto com eles inesperadas situações. O filme tem pitadas de "drama básico" e um leve tom de comédia, 
o qual tornava ainda mais prazeroso acompanhar o desenvolvimento da história.

Cinderella and the Four Knights [K-Drama]


Como não poderia perder tempo, fiz questão de fazer esta resenha e publicar para vocês, afinal, drama bom e completamente amorzinho como este, deve ser recomendado para todos os dorameiros de plantão. Posso dizer que este título foi uma daquelas maravilhosas surpresas da temporada, iniciei sem grandes expectativas e quando percebi já estava fervorosamente conferindo os episódios só pra ter minha dose semanal da trama coreana da Cinderella.

Cinderella and Four Knights



Sinopse:  Uma adolescente espirituosa, esperta e simpática, boa em esportes, odeia sua vida em casa devido à sua nova madrasta e meia-irmã. Ela sonha em fugir de casa onde é tratada como uma intrusa. Um dia ela ajuda um senhor e ele faz uma oferta incomum para ela. Ela é convidada para vir morar em uma mansão gigante e frequentar uma prestigiada escola secundária, onde ela começa a perseguir seu sonho de se tornar professora. Há outros quatro moradores nesta casa - três belos primos e um secretário- que são teimosos e livres para fazerem o que quiserem. Ela abre os corações gélidos deles e os torna a sua própria pequena família, e encontra o amor ao longo do caminho. (Fonte: MyDramaList)
Gênero: Romance, Comédia
Nº de Episódios: 16
Ano: 2016
Onde Encontrar: Urameshi Downs (download e online), Drama Fever (online), Meteor Dramas (download), Fighting Fansub (download e online)

- Enredo "Conto de Fadas: Cinderella"

O enredo de Cinderella and the Four Knights é realmente uma alusão ao conto de fadas da Cinderela. Eun Ha Won é um jovem pobre que perdeu a mãe quando jovem e desde então, mora com seu pai, madrasta e irmã em uma pequena casa. Seu pai é caminhoneiro e passa pouco tempo em casa, preferindo estar na rua, mundo afora, fugindo da convivência com sua própria filha, e família. Como quase nunca ele está em casa, Ha Won é tratada mais como um empregada do que enteada pela própria madrasta, a qual só enxerga a filha antipática, porém, a mocinha não se deixa desanimar e visa futuramente conseguir uma vaga em uma faculdade prestigiada. O destino então a surpreende e lhe traz uma oportunidade um tanto quanto incomum, o presidente do grupo Haneul após conhecê-la em uma ocasião "especial" a faz uma proposta irrecusável. Ele lhe diz que se ela morar com seus três netos herdeiros e conseguir fazê-los amadurecer e se tornarem mais responsáveis, lhe dará o dinheiro necessário para o pagamento das parcelas de sua futura faculdade. A protagonista não se sente à vontade com a oferta de imediato, mas após uma briga com seu pai, decide ir atrás de seu futuro e encarar esta difícil missão. Eun Ha Won então vai morar na Sky House, mansão onde os primos Kang moram, com a difícil missão de fazê-los se darem bem, é claro que isso não será simples de se fazer, considerando que os três se detestam e não tentam realmente se entender. A partir dessa premissa, o enredo se desenvolve aproveitando-se de cada personagem, conseguindo ser o tipo de dorama clichê, sem grandes desdobramentos e/ou reviravoltas estranhamente cativante e viciante. Acompanhei semanalmente e cada vez me sentia mais cativada pela história e personagens, é como se todos já tivessem se tornado parte da minha rotina e sem contar que tornou-se uma válvula de escape para o estresse do cotidiano. Afinal, assistir um dorama tão amorzinho é relaxante, por este motivo, acho que Cinderella and the Four Knights merece um lugar na sua lista doramática!

Goodbye Mr. Black [K-Drama]


E se você está atrás de um dorama que passe longe dos clichês, este é uma das melhores propostas existentes este ano. Desde que li a sinopse, adicionei imediatamente este título à minha interminável lista, afinal, conferir enredos fora das "normalidades" que existem no mundo doramático já se tornou parte da minha vida.

Goodbye Mr. Black



Sinopse: Cha Ji Won é um oficial da Força de Operações Especiais da Marinha. Ele é positivo e tem charme pessoal, mas fica em uma situação desesperadora devido à traição de um amigo. Em seguida, entra em um falso casamento com Swan para esconder sua identidade. Através da personalidade brilhante da moça,Ji Won se apaixona e recupera a confiança nos outros.
Gênero: Drama, Ação, Romance
Nº de Episódios: 20
Ano: 2016
Onde Encontrar: Urameshi Downs (download), Viki (online)

Minha intenção era acompanhar este drama semanalmente na época em que estava sendo exibido na Coreia do Sul, entretanto, a faculdade não permitiu e só então nas férias passadas, consegui finalmente conferi-lo. O que acabou sendo bem melhor, pois imagina a curiosidade louca que me perseguiria a cada semana? Com todos os episódios disponíveis, minha vida tornou-se bem mais fácil e menos sofrida. Logo, como Goodbye Mr. Black não é um drama comum, e realmente me conquistou, decidi no post citar as  dez razões que fazem dele um dos melhores dramas do ano, a ponto de merecer obrigatoriamente uma posição na sua lista doramática. P.S.: Essa resenha iria sair tempos atrás mas outros doramas não permitiram... fazer o quê, né?!

1) Enredo bem elaborado

Goodbye Mr. Black conta a história do Cha Ji Won, um oficial da marinha que, por vezes, acaba sendo o tipo "moleque" brincalhão. Seu melhor amigo, Sun Jae é tratado como filho por seu pai, Cha Jae Wan, e ambos possuem uma amizade de muitos anos, junto com a irmão mais nova do Ji Won, a Ji Soo e uma amiga dela, a Ma Ri, tornaram-se um quarteto inseparável. Sun Jae querendo mudar de vida, decide sair das forças especiais da marinha e torna-se empregado do  Jae Wan, pretendendo seguir na carreira executiva. Porém, um evento inesperado faz com que Jae Wan perca a confiança no seu considerado filho e em uma viagem para a Tailândia, ambos se encontram e algo terrível acontece, ocasionando na morte do pai do Ji Won e no envolvimento de um outro executivo da empresa, o Baek Eun Do. Ji Won não se conforma e decide investigar por si mesmo a morte do pai, o que acaba trazendo problemas pra ele. O moço acaba sendo acusado de assassinato na Tailândia e além de ser perseguido pela polícia, também tem que fugir de seus inimigos. Em meio à fuga, Ji Won encontra Swan, uma moça coreana órfã que vende suco de mangá nas praias da Tailândia e que conheceu por acaso ao chegar no país. Swan acaba apaixonando-se por Ji Won e para ajudá-lo decide fingir que é sua esposa, assim, Ji Won deixa sua identidade coreana pra trás e torna-se Black. Porém, seus inimigos não se contentariam em vê-lo vivo, e ele continuaria a ser caçado na Tailândia. Pode parecer que soltei 1001 spoilers neste tópico, mas não! É tanta coisa que acontece neste drama que tudo isto que eu citei não é nem 1/3 dos acontecimentos. Este tornou-se um dos melhores enredos já criados, devido ao excelente trabalho dos roteiristas em manter um ritmo maravilhoso, prendendo a atenção do telespectador e trazendo reviravoltas surpreendentes ao decorrer dos episódios. Um bom roteiro merece total elogios e créditos quando criado e este é um dos que eu, com certeza, sempre falarei bem. O dorama fez tanto sucesso que adicionaram mais 4 episódios à trama, os quais foram muito bem vindos, isto é fato. Sabe aquela trama que consegue te prender por simplesmente ser maravilhosa em todos os aspectos presentes? Bem, estou falando de uma aqui!
Topo